Aquisição de três veículos elétricos para transporte público urbano em Aveiro

 

 

 

Ficha de projeto

 

Designação da Operação

Aquisição de três veículos elétricos para transporte público urbano coletivo de passageiros, para a cidade de Aveiro, por substituição de três veículos mais poluentes e menos eficientes.

 

Descrição da Operação

No âmbito do presente projeto, a ETAC Empresa de Transportes António Cunha, S.A. (doravante designada somente por "ETAC", "AveiroBus" ou "Empresa") objetiva a substituição de três autocarros standard, movidos a diesel, enquadrados na norma europeia antipoluição Euro I, e atualmente pertencentes à frota que presta o serviço público de transporte urbano coletivo de passageiros na cidade de Aveiro, por três novos autocarros, movidos a fontes de energia mais limpas, de modo a proceder à renovação parcial da sua frota atual ao serviço dos Transportes Urbanos de Aveiro ("TUA") e, bem assim, contribuir, de forma positiva, para a adoção de novas medidas que favoreçam a sustentabilidade ambiental da sua atividade, bem como a descarbonização do Município de Aveiro.

Neste contexto, os novos autocarros limpos a adquirir enquadrar-se-ão na tipologia standard com propulsão 100% elétrica, com homologação na categoria europeia M3, classe I, cumprindo com os requisitos para o acesso facilitado para pessoas com mobilidade reduzida e, bem assim, os limites de emissões poluentes correspondentes a uma redução em 15% face aos limites estabelecidos no âmbito da norma Euro VI. Deste modo, o investimento global previsto conexo exclusivamente com a aquisição de novos veículos limpos estima-se em cerca de Euro 1,275 milhões.

Adicionalmente, encontra-se prevista a realização de um investimento (i) na construção de uma nova infraestrutura de carregamento elétrico, com três pontos de abastecimento com potência individual de 150 kW, a instalar no Centro Coordenador de Transportes de Aveiro, com vista a assegurar a operacionalidade da nova frota limpa a adquirir, repartido num montante de Euro 90.921,00 em custos de instalação e Euro 18,475 mil em custos com a ligação à rede elétrica, assim como (ii) em assistência técnica específica para o Projeto, incluindo em ações de comunicação e sensibilização do público-alvo e em estudos preliminares, num montante global de Euro 57.306 mil.

Deste modo, a operação em apreço permitirá incorrer na substituição dos veículos de transporte de serviço público que compõem a atual frota da ETAC, privilegiando o abate de viaturas que impactam de forma mais negativa o meio ambiente, em face (i) do superior nível de emissão de gases poluentes relacionada com a utilização de combustíveis fósseis geradores da sua locomoção, (ii) da maior necessidade de realização de ações de manutenção e do uso de consumíveis, (iii) da sua ineficiência energética e pela superior energia primária consumida.

Deve ser enaltecido que, a materialização da operação em apreço, ao introduzir veículos mais eficientes na operação dos TUA, garantirá (i) a melhoria da sustentabilidade ambiental da rede de transportes em Aveiro, (ii) o aumento da eficiência operacional da ETAC (iii) a redução do consumo de energia (iv) o aumento da qualidade do serviço prestado pela Empresa e (v) a melhoria da performance sonora de serviço de transporte rodoviário. Com efeito, no que respeita às emissões de gases com efeito de estufa e poluentes atmosféricos é evidente que a substituição de autocarros diesel por três autocarros "limpos", com propulsão 100% elétrica, traduzir-se-á na obtenção de amplas vantagens do ponto de vista ambiental e energético, uma vez que uma grande parte da eletricidade gerada em território nacional provém de fontes de energia renováveis. Assim, pode-se afirmar que a energia elétrica consubstancia uma energia limpa, quer do ponto de vista da sua utilização em exploração, quer ao nível da sua obtenção/geração.

Neste sentido, a ETAC prevê, com a realização da presente operação, alcançar um vasto conjunto de resultados/objetivos no final do ano 2018, a saber:

  • Redução absoluta das emissões de gases com efeito de estufa e poluentes atmosféricos associadas à substituição de três autocarros movidos a diesel por três novos autocarros "limpos", movidos a propulsão 100% elétrica;
  • Contribuição para a incorporação e difusão de energias renováveis no setor dos transportes urbanos públicos, nomeadamente pela introdução de três autocarros movidos exclusivamente a energias renováveis na sua frota de veículos de serviço público;
  • Poupança de energia primária, face aos autocarros diesel a abater e substituir pelos novos autocarros "limpos", na ordem dos 50,74% face à energia primária utilizada antes da realização da operação, bem como uma economia de energia da ordem dos 12,63Teps;
  • Criação de um posto de carregamento elétrico com três pontos de abastecimento, localizadas no Centro Coordenador de Transporte de Aveiro, gerido pela ETAC no âmbito da concessão referida anteriormente;

 

Objetivos da Operação

A ETAC, com a operação em apreço, pretende adquirir três autocarros "limpos", movidos a propulsão 100% elétrica, e um posto de carregamento com três pontos de abastecimento, que lhe permitam obter as seguintes metas/objetivos definidos para a Operação:

  • Redução das emissões poluentes da sua frota de veículos de serviço público, face ao registado em período homólogo anterior à implementação da operação pelos autocarros a abater;
  • Incorporação e difusão de energias renováveis, por via da introdução de veículos "limpos" na sua frota ao serviço da cidade de Aveiro, ao mesmo tempo que é permitida a utilização dos postos de abastecimento elétricos a outras entidades;
  • Redução do consumo de combustível, gerando uma poupança financeira superior a Euro 23 mil face ao cenário pré-operação;
  • Geração de economias de energia na ordem dos 12,63 Teps, o que representará uma poupança de energia primária na ordem dos 50,74% face à consumida antes da realização da operação;
  • Criação de um impacto positivo sobre a cidade de Aveiro, através do aumento da qualidade do serviço prestado, da sustentabilidade ambiental e da performance sonora resultante da atividade;
  • Redução dos custos de manutenção globais da frota, tendo em consideração os menores custos associados a um veículo elétrico quando comparados com um veículo a diesel.